Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Resumo da 884ª Sessão Ordinária

Resumo da 884ª Sessão Ordinária

Realizada em 12 de março de 2018, o Plenário aprovou o Projeto de Lei nº 001/2018, e recebeu os Projetos de Lei nº 151 e 152, ambos do Executivo Municipal

A última Sessão Ordinária, sob número de ordem 884, teve em pauta o Projeto de Lei nº 001/2018, que proíbe o corte no fornecimento de água e energia elétrica nos horários e dias determinados, de autoria do Vereador Henrique de Sousa Guerra, onde o mesmo fora aprovado por unanimidade dos membros da Casa.

Foram apresentados no expediente dois Projetos de Lei, de origem do Executivo, o Projeto de Lei nº 151/2018, que institui o Regime Especial de Incentivos Fiscais para o desenvolvimento de infraestrutura de indústria de energia renovável no âmbito do Município de Gilbués - PI; e o Projeto de Lei nº 152/2018, que autoriza o Poder Executivo municipal de Gilbués, a criar a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres - SMPM, os quais serão analisados e votados em Sessões futuras.

Foi apresentado e aprovado o Requerimento do Vereador Marino Júnior (Requerimento) e os seguintes pedidos verbais:

O Vereador Morvan Figueredo Aguiar – MDB, solicitou da Prefeitura, a reforma do Mercado Público Municipal, e pediu urgência nas reformas das escolas rurais;

O Vereador Erivan Martins da Silva – PHS, solicitou da Prefeitura providência em relação ao funcionário da Prefeitura encarregado de ligar a bomba do poço que fornece água para a escola Jonas Pereira, existem queixas de pais que às vezes não tem aula por que a bomba não foi ligada;

O Vereador Claudison Rocha Leite – PHS, solicitou da Prefeitura providências urgentes com relação à ponte sobre o Riacho do Boqueirão, pois há risco de acidentes e o risco dos alunos ficarem sem aula por causa do acesso dos professores pela referida ponte em condições precárias;

O Vereador Ubiratan Veleda Alves – PSD, solicitou da Prefeitura, limpeza urbana, principalmente no Bairro Santo Antônio; Reforma das escolas da zona rural, pois muitas estão em péssimas condições pra funcionar; Transporte para os alunos das comunidades Telha e Barra Nova, para se deslocarem até a comunidade Novo Horizonte; e Funcionamento do abatedouro, que está desativado, para atender a demanda dos açougueiros que atualmente abatem em outros locais.

Para saber o que mais foi discutido na íntegra (veja a Ata)

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.

Redes Sociais

Facebook Twitter Instagram Youtube Pinterest

Pesquisa de Opinião

Gostou do novo portal?

Sim
Não
Pode melhorar
spinner
Total de votos: 89
Acesso à Informação